Faça seu Login | Usuário Novo? Cadastre-se
Carrinho (0)
Menu
Blog Kapricho
Janeiro Branco: cinco livros para refletir sobre a importância da saúde mental
Toda Rede
14/01/2022 13:47:58

A Campanha Janeiro Branco chega a sua 9ª edição em 2022 com um tema – “O Mundo Pede Saúde Mental”. Os livros são grandes aliados nesta luta para que as pessoas tenham melhor capacidade de lidar internamente com os sofrimentos, dificuldades e adversidades, o que melhora nossa saúde mental e aumenta as chances de vivermos bem.

O psicanalista Sylvio Schreiner defende que os livros são fundamentais para a saúde mental. “Na literatura universal - seja por meio de ficção, romances e contos - os escritores conseguem captar e descrever o sofrimento, as agruras e dificuldades pelas quais todos nós passamos. Quando a gente lê, se identifica com a personagem e pode pensar nas próprias questões, nos próprios problemas”, explica.

Tanto é verdade que, segundo ele, “muita gente lê para não enlouquecer”. A arte em geral, na forma de dança, teatro, cinema, música, pintura e escultura, entre outros exemplos, é uma forma potente de expressar sentimentos, abrindo espaço para elaborar e digerir as nossas emoções. “E assim nos tornamos capazes de lidar com isso de forma mais madura e eficiente”, pondera.

Ter uma boa saúde mental faz com que a gente viva bem. Os problemas e dificuldades nunca vão acabar, mas podemos criar recursos para pensar como vivemos para que a vida deixe de ser tão custosa. E os livros podem ser aliados nessa jornada.

A origem da campanha Janeiro Branco

Sylvio Schreiner esclarece que a campanha Janeiro Branco foi criada por psicólogos da cidade Uberlândia/MG e tem o objetivo de chamar atenção para os cuidados com a saúde mental. “É um aspecto que muitas vezes negligenciamos, o que afeta como trabalhamos, nos relacionamos e lidamos com a nossa vida”, diz.

Deixar de lado os cuidados com a mente pode, ao longo do tempo, piorar a saúde mental dos indivíduos, atrapalhando inclusive a vida social, econômica, familiar e profissional das pessoas. “Geralmente, quando o paciente procura ajuda especializada, ele está já num cenário bem crítico. Por isso, em tempos tão complexos em que vivemos, envoltos de tantas dificuldades no mundo externo, nunca foi tão importante cuidar do nosso mundo interno. Olhar para dentro de si muitas vezes é um desafio, pode ser confrontador, mas desembaraçar esses nós nos gera vida de qualidade que, para muitos, está ficando para trás, esquecida”.

Por fim, o psicanalista salienta que a campanha Janeiro Branco é uma excelente oportunidade para que a sociedade olhe para a saúde mental de forma mais leve, informativa, e a partir daí procurem profissionais adequados para superar os desafios que tanto afligem o mundo interior da população. “Num novo ano, fazendo uma alegoria a uma tela em branco, todas as pessoas podem pintar novas histórias para a sua vida, de uma forma mentalmente mais saudável e feliz”. 

Cinco livros para refletir sobre saúde mental

Pedimos ao psicanalista  Sylvio Schreiner para indicar cinco livros que incentivam a refletir sobre saúde mental. Eles podem ser comprados no  site do Sebo ou encomendados via whatsapp

Nunca lhe prometi um jardim de rosas - Hannah Green

Um livro bem interessante sobre o desenvolvimento de uma moça que precisa aprender a lidar com seu sofrimento mental. 

A hora de cinquenta minutos - Robert Lindner

Neste livro, cada capítulo conta a experiência entre analistas e analisandos. Cada caso traz suas particularidades e mostra o quanto dentro de uma sessão pode acontecer quase tudo. 

Teatros do corpo - Joyce Modougall

É uma obra que fala sobre quando os conteúdos emocionais não são devidamente elaborados e acabam virando sintomas, afetando tanto a saúde mental quanto a física.

Mentiras no Divã - Irvin D. Yalom

Ficção que se passa dentro de um consultório de um psicanalista, mostrando que a verdade é o que pauta e permite a relação analítica crescer. A verdade de cada um, descoberta num processo analítico, deve ser respeitada sempre.

Sim, a psicanálise cura - J. D. Nasio

Questionam até hoje se a psicanálise cura. Ela cura porque se vale da origem da palavra curar que significa cuidar. Cura porque cuida. Quem cuida da própria mente e do próprio desejo se cura.

 Arquivo pessoal
Créditos: Arquivo pessoal
Compartilhe:
Comentários
Deixe um comentário
Newsletter
Cadastre seu e-mail e fique por dentro
das novidades e promoções

Formas de Pagamento:
Segurança:
Nos acompanhe nas redes:
Fone: (41) 3079-1949 - Rua Comendador Araújo, 432 - Curitiba/PR
sebokapricho@hotmail.com

© 2022 Sebo Kapricho - Todos os Direitos Reservados